História

Aqui você pode ver que estamos bem longe dos leviatãs de reforço de som iniciais, chegando a algo tão compacto quanto o E0, do legendário F2 à inacreditavelmente versátil Série Q ou a extraordinariamente dinâmica largura de banda dos alto-falantes de alta potência da Série J. Esta narrativa de eventos mostra como a d&b audiotechnik cobriu a distância das primeiras "caixas pretas" até a realidade do sistema d&b, de suas primeiras instalações em uma garagem na aldeia alemã de Korb a uma empresa com escritórios e sócios em todos os cinco continentes.

1981-1985

1981-1985

1981

Jürgen Daubert e Rolf Belz, que criaram a d&b audiotechnik, registraram a empresa como um negócio no dia o 18º de abril em Korb, uma cidade em uma famosa região vinícola perto da cidade alemã de Stuttgart, ao sul. Acima, naquela tradicional garagem Daubert (direita) e Belz (esquerda) são observados construindo o primeiro destes especiais sistemas de alto-falante. Eles são principalmente usados para empresas de aluguel e músicos, mas também incluem o sistema doméstico, com o legendário MAXIM em Stuttgart.

1984

A d&b muda para uma garagem muito maior em Steinstrasse, Korb.

1985

A primeira linha de produto completa é colocada no mercado: a linha F1/F2/B1. As "pretas caixas de Korb" entram em produção e o astro do rock alemão Herbert Grnemeyer leva as caixas em digressão.

1986-1988

1986-1988

1986

A d&b desenvolve um novo alto-falante especialmente para aplicações de transmissão; o E1 se torna popular rapidamente por ser manejável e visualmente discreto. Sua utilização alcança instalações, apresentações industriais e por último, mas não menos importante, como um alto-falante tipo fill de alta qualidade.

1987

Com a ideia de permitir uma participação flexível e transparente dos funcionários, a d&b muda de uma sociedade para uma sociedade anônima.

1988

O sistema 1220 atua como uma referência para sistemas de som no mundo do teatro e da ópera, também marcando a entrada da d&b no mercado de instalação.

1989-1993

1989-1993

1989

Como as instalações em Korb ficaram muito apertadas, a d&b muda para uma cidade a 25 km, Backnang, conhecida principalmente como capital do couro da região sul da Alemanha Ocidental. Não é apenas na Alemanha que a d&b está ampliando; o primeiro empreendimento no estrangeiro vem na forma da d&b Escandinávia; Claus Hansen assume a responsabilidade pelo norte europeu a partir de uma base em Aarhus, na Dinamarca; enquanto a d&b segue para o Reino Unido com Simon Johnston.

1993

Com sua Série 02, a d&b apresenta um sistema econômico com uma ampla largura de banda que oferece um pacote extremamente compacto para altos níveis de som com excelente qualidade sonora. O mainframe P1200, também um novo desenvolvimento, se torna outro marco na história de produtos d&b, com sua eletrônica específica de controle de alto-falante modular. Conquista a reputação de ser o amplificador mais confiável no mercado.

1994-1997

1994-1997

1994

A d&b lança o sistema C4, que rapidamente é estabelecido como equipamento padrão de digressões, e com o desenvolvimento adicional do E3, a história de sucesso do E1 no mercado de instalação e transmissão continua. Estes sistemas oferecem maior flexibilidade, níveis mais altos de pressão sonora e inclusive melhor qualidade de som. Tudo isto é alcançado com dimensões ainda mais compactas.

1996

Chega o MAX. É um monitor particularmente versátil e eficiente para uma ampla variedade de aplicações. Daniele Tebaldi abre o escritório da d&b na Itália. A empresa está sediada na linda Ferrara (a imagem ilustra o Palazzo Diamanti, do século 15, ainda não os escritórios da d&b).

1997

Como amplificador monofônico com um controlador integrado, o E-PAC marca a entrada da d&b na tecnologia de processamento de sinal digital.

1998-2000

1998-2000

1998

d&b risks the move into the New World; Colin Beveridge creates d&b audiotechnik in the USA.

1999

By this time d&b has already become a multinational company, and further development is afoot. Shinichiro Yonekura opens the d&b audiotechnik office in Japan. Meanwhile the premises in Backnang are splitting at the seams; it’s necessary to carry out some conversion and reconstruction work and build Factory II. Project demand from World EXPO 2000 leads to the creation of the installation specific Ci7-TOP, Ci7-SUB and CiSUB. The C-Series is the first product Series to offer an installation specific ‘i’ variant.

2000

d&b has redefined sound system standards again and again, and is now doing so in live monitoring with the introduction of the M2. Meanwhile more international offices are opening; Didier Lubin gives France d&b with the opening of the Paris office, while David Rosello heads up the Spanish office in Barcelona.

2001-2003

2001-2003

2001

O fato de a d&b ser uma empresa verdadeiramente internacional é refletido com a nomeação de três novos diretores, Frank Bothe como diretor de P&D, Simon Johnston como diretor de marketing e Peter Tongue como diretor de vendas. A fotografia mostra Simon e Peter, os primeiros membros “estrangeiros” do conselho de administração da d&b.

2002

O E0, no meio da foto, é o menor alto-falante alguma vez construído pela d&b (234 x 145 x 170) e é apresentado na exposição prolight+sound em Frankfurt. Oferece impressionantes 117 dB SPL e um som excelente para situações de áudio curtas, dentro do raio, atraso e surround. No outro extremo, a linha de alto-falantes da d&b agora inclui as adições de longo alcance ao sistema C4, o módulo de conjunto linear C3.

2003

A d&b lança a inovadora Série Q, que conquista o setor rapidamente. Junto, está o novo D12, o primeiro amplificador da d&b para impulsionar todos os alto-falantes da empresa. O site da empresa passa a ser feito internamente, e é realizado um novo lançamento, com um design completamente novo, seguido pela versão japonesa. Continuando com o desenvolvimento do mercado internacional, no México, Antonio Martinez Benita assume a proteção da d&b, Sebastian Song abre um escritório em Cingapura e, na Coreia, Hak Kwon Kim, ou Kevin, assume a participação da d&b.

2004-2006

2004-2006

2004

Na nova frente de produtos, a d&b lança seu produto fantasma, o Cardioid Subwoofer Array (CSA) na exposição prolight+sound em Frankfurt. Mais tarde no mesmo ano, ocorre o lançamento do software gráfico tipo arrastar e soltar ROPE C que, junto com a rede remota, d&b Remote, oferece controle e monitoramento central dos sistemas. Observando o Oriente, a d&b audiotechnik China é estabelecida por Freddie To, enquanto no Ocidente o famoso sistema C4 da d&b conta com um público de 1,43 milhões em 2004 como digressão norte-americana número 1, registrando um total de 96 shows em 69 cidades.

2005

A d&b está muito orgulhosa em dizer "benvenuti" aos italianos com a adição de uma seção no idioma de Dante ao site com novo visual. Os primeiros meses também estão muito ocupados na frente de exposição com o lançamento de alguns alto-falantes muito coloridos na forma da linha de instalação da Série Qi. O sucesso do site italiano é um tormento para a vizinha d&b audiotechnik em Paris, assim, logo depois do lançamento na Itália, "surfer sur le web" também é possível em francês.

2006

Para fechar a parte do idioma romano do site, David Rosello da d&b em Barcelona propõe uma versão em espanhol, aprimorando a compreensão dos produtos da d&b e da empresa, não apenas no sul da Europa, mas também na América Central e do Sul. Um das primeiras coisas a anunciar é o lançamento da Série J, para infiltrar no mercado de coluna vertical de grande escala. Uma brilhante abertura do ano que a d&b, bem quieta, celebra seu 25º aniversário. Isto marca apenas uma pequena pausa no incansável trabalho. Pois em junho, o novo monitor M4 faz seu debute em palco.

2007-2009

2007-2009

2007

A presença mundial da d&b experimenta um crescimento significativo. Após conquistar um distribuidor extremamente comprometido na África do Sul no ano anterior por meio da Stage Audio Works em Joanesburgo, a Triangle Entertainment veio a bordo como distribuidora em Dubai, e a Paul Movies em Nova Deli, para o subcontinente indiano. Mesmo em casa, a d&b continua crescendo a um passo inexorável e, como resultado, um novo edifício é construído e uma ampliação adicional é feita nas instalações de produção. A rede remota d&b também passa por atualizações na forma do novo software de controle remoto R1 e a interface USB para CAN R60 da d&b.

2008

O ano começa com a abertura no novíssimo prédio de escritórios e novas alas de produção após um processo de construção abrangente. Ao mesmo tempo, a d&b incorpora sistemas novos e ainda mais versáteis à série E, bem como uma adição ao centro da realidade do sistema d&b, especificamente o amplificador inteligente D6. Alguns meses depois, a d&b recebe o prêmio “ABTT Product of the Year Sound”, pelo alto-falante E8, com seu inovador alto-falante de alta freqüência giratório. Mais ao norte, na Dinamarca, um novo distribuidor, alfa áudio A/S, passa a fazer parte da família d&b, que está se expandindo passo a passo por todo o mundo.

2009

O ano novo promete trazer enormes mudanças para o mundo com a posse oficial do primeiro presidente negro dos Estados Unidos; e também vê a apresentação da série T. Embora não seja um evento tão importante para os livros de história, causa movimentação no mundo do áudio, devido à sua extraordinária flexibilidade. Logo no verão, os auto-falantes Ti abrem a banda das aplicações no setor de instalação, enquanto que no outono, o monitor de palco M6 e o subgrave E12X são apresentados na linha de produtos compactos. Por outro lado, a d&b tem que admitir que um grave pesado ainda exige caixas maiores para proporcionar o reforço necessário às mensagens musicais e isto se reflete na introdução dos subgraves B4 e J-INFRA. A d&b encerra o ano com uma parceria do outro lado do mundo, onde a Ópera de Sidney, a síntese das artes, agora brilha com um novo sistema de som, feito na Alemanha.

2010-2011

2010-2011

2010

Voltando à 1994, encontramos o começo do ciclo de vida de um novo produto, oferecendo “maior flexibilidade, níveis mais altos de pressão sonora e uma melhor qualidade de som, combinado com dimensões mais compactas”, o E3, em atividade por dezesseis anos. E alcançou o sucesso apenas no início deste ano, com o completamente novo E6. Menor e mais leve, este novo e poderoso alto-falante possui um desempenho igual ou superior ao E3 em todos os sentidos. Em contraste, um produto um pouco mais volumoso é lançado e condecorado três vezes. Em abril, o subgrave passivo cardióide B4 recebe o prêmio de melhor alto-falante pela revista Live Design, depois o PLASA 2010, o prestigioso prêmio de inovação, seguido finalmente pelo prêmio “Reader’s Choice”, da Pro Sound Web. Os juízes estão excepcionalmente impressionados pelo fato de que, em vez de usar uma tecnologia DSP tradicional ativa, o B4 aplica PSP, Plywood Signal Processing. Enquanto isso, a d&b continua ampliando avidamente a sua capacidade de distribuição em nível mundial, seja na Argentina ou Chile, na Ucrânia ou Eslovênia, no Vietnã ou na Tailândia ou por meio de parceiros adicionais nos EUA, para mencionar apenas alguns. Com uma visão clara em mente: longevidade e sustentabilidade.

2011

Ao completar 30 anos, a d&b parte para uma considerável mudança na sua família de produtos, com a adição da linha White de alto-falantes de integração, junto com a já estabelecida linha Black. A linha White inclui dezesseis alto-falantes novos, todos projetados para integração visual, física, acústica e elétrica em aplicações permanentemente instaladas. A apresentação mundial na ISE Amsterdam é bem recebida. No final do ano, a oferta de produtos d&b encolhe para proporções diminutas, não em potência, mas em dimensões: chegam os alto-falantes E4 e E5 da série E. Por outro lado, não se fala em redução quando se trata de mercados internacionais, com a nomeação de cinco novos distribuidores na Europa Oriental, ao lado de expansão na América do Sul, com a adição da representação no Brasil e na Colômbia, e não esquecendo da Ásia-Pacífico com um novo parceiro na Indonésia: desenvolvimentos teenyweeny no d&b.

2012-2013

2012-2013

2012

Uma nova década para a d&b, e, enquanto a economia mundial se retrai, a d&b encontra-se em expansão. Uma nova linha de montagem de alto-falantes, com o acréscimo de mais lojas, e instalações de manuseio automatizado de inventário passaram todos a estar online no final de 2012. Estes investimentos de capital seguem o plano estabelecido em 2012 com a expansão adicional da presença da d&b nos mercados mais amplos da América do Sul, Europa Oriental e Ásia Novas plantas de fabricação significam novos produtos, no mínimo para contrapor ao grande sucesso do sistema de arranjo linear da Série V, tamanho médio, apresentado na feira Frankfurt PL+S, na primavera desse ano. A Série V recebeu prêmios de: “Melhor PA” da Produção Magazine Group do mercado da América Latina, e “Produto de Som do Ano” da ABTT no Reino Unido. As pequenas coisas também têm sua importância: foi destinado um espaço adicional de montagem para a crescente demanda por alto-falantes de integração da Linha White e para a atualização da Série E.

2013

Respirando após dois anos marcantes, o foco foi mudado para subdividir e controlar. A divisão entre alto-falantes de fonte de ponto e os conjuntos lineares sempre foi difícil de unir; o lançamento do ArrayCalc V7 da d&b na ISE em Amsterdã no início do ano forneceu a ferramenta ideal de modelagem para colocar ambos os tipos de propagação de som simultaneamente sob o controle total do planejamento.

2014-2016

2014-2016

2014

February sees the launch of the first column loudspeakers by d&b. The unobtrusive xC-Series is not just aesthetically pleasing, but offers unique performance characteristics thanks to passive cardioid behaviour in the horizontal plane. In July d&b appoints Amnon Harman to drive the success of the company from the newly created position of CEO. A couple of months later the Y-Series expands the product line even further, with point and line source solutions for small to medium size applications.

2015

Following the success of the flagship D80, d&b introduces the mobile D20 amplifier, alongside two four channel installation specific amplifiers, 10D and 30D, sending a clear message to the industry that d&b is serious about installation systems. The launch of ArrayProcessing, a new ArrayCalc feature for enhancing the tonal (spectral) and level (spatial) performance of d&b line arrays, quickly captures praise from the likes of New York’s Apollo and Carnegie Hall. By the end of the year the recently launched 3-way passive V-Series point source loudspeakers are causing a stir with their exceptional mid frequency performance, especially in the vocal range.

2016

In the year the company turns thirty five d&b kicks things off with the launch of the DS10 Audio network bridge; as the first d&b device to be positioned before the amplifiers in the signal chain it offers the seamless interoperability of Dante enabled devices with d&b systems. In the same month d&b presents the multipurpose omnidirectional B22-SUB - a new take on an old friend, the B2. Next up d&b NoizCalc is introduced to tackle the serious topic of noise disturbance at live open air events. The far field noise immission modelling software extends the predictability of d&b systems beyond the listening area to the surrounding neighbours, bringing much needed transparency to a complex problem. In May d&b adds to its global network of wholly owned subsidiaries with a new office in Singapore. Meanwhile ArrayProcessing approaches its first birthday with some well known friends: Taylor Swift, Beyonce, Muse, Coldplay, Take That and Madonna (to name just a few), all go on tour with a little something extra for their line arrays.